Já imaginou como seria concretizar um sonho antigo? Pôr em prática todos os objetivos que tinha delineado em pensamento, mas que nunca pensou ser possível realizar? Deixar crescer aquela vontade de querer sempre mais e melhor do que aquilo que nos dizem ser possível…

Este sábado, quatro jovens portadores de deficiência vão concretizar os seus sonhos e subir ao palco da Quinta da Tapada, em Lousada, para participar no Desfile da Diki Kids e da Diki Store, em parceria com a Obra Social e Cultural Sílvia Cardoso.

JOVENS INTEGRAM O CENTRO DE ATIVIDADES OCUPACIONAIS DA OBRA SOCIAL E CULTURAL SÍLVIA CARDOSO

O dia começa corrido. Há muita coisa para fazer e para decidir, e tão poucas horas… mas nada é impossível. Ana Patrícia da Silva tem 28 anos e, apesar da correria, e de todas as responsabilidades, não há pormenor que lhe falhe. Qualquer erro na gramática que possa passar despercebido ao olho comum, a “esta menina não escapa”, disse Vera Dias, técnica da Obra Social e Cultural Sílvia Cardoso. Outra coisa que não deixa escapar é o sorriso contagiante que a acompanha por todo o lado.

Agora, é hora de Ana ir trabalhar. A sala dos meninos de 5 anos precisa da sua ajuda e o pequeno Diogo já conta os minutos para a sua chegada.

Enquanto isso, a correria na cozinha também não pára. Mais um dia para Adriano pensar o que irá ser feito para o almoço e como ficarão dispostas as mesas, os pratos, as colheres, os garfos, os copos… É tanta coisa para decidir! Mas não está sozinho, Diana está lá para o ajudar.

Adriano da Mota tem 37 anos e já conseguiu concretizar um sonho antigo: trabalhar na cozinha. Apesar de tímido, o seu carinho e a sua “força de vontade”, como descreve Vera, não o deixam desistir de tentar chegar longe.

Já Diana Nunes tem 22 de anos e é muito perfeccionista. Tudo o que faz tem que ser bem feito, “e ai de quem mexa no trabalho dela!”, brinca Vera Dias.

Tal como Adriano e Ana, Diana sempre gostou de se sentir útil e o seu sonho era o de ajudar na preparação do refeitório. Para além disso, mostra-se satisfeita por executar tarefas diárias, como limpar o pó e ajudar na lavandaria. Nos intervalos da azáfama, gosta ainda de pintar com lápis de cera, praticar exercício físico e até jogar futebol.

Estes quatro jovens, integram o C.A.O (Centro de Actividades Ocupacionais) que está dividido em cinco ateliers: Carpintaria, Lavandaria, Multimédia, Atividades de Vida Diária e de Qualidade de Vida e bem-estar. Em cada um deles, os jovens podem dar o seu contributo em todas as atividades conforme os seus limites, sempre auxiliados por uma assistente.

Apesar do corrupio do costume, esta semana estes jovens têm mais um brilho no olhar. Está a chegar a grande noite, a noite do desfile de Moda Infantil da Diki Kids e Diki Store, em que os quatro vão participar.

A expectativa é tanta que Diana e Ana Patrícia até já se puseram a adivinhar como será o penteado e a maquilhagem que as profissionais lhes irão fazer. De uma coisa têm a certeza: querem pintar os lábios de rosa-choque.

OBJETIVO É DERRUBAR BARREIRAS SOCIAIS

Se o entusiasmo dos jovens está elevado, o de Filipe Costa e Miguel Barbosa, das lojas Diki Kids e Diki Store, e o de Vera Dias, da Obra Social e Cultural Sílvia Cardoso, não ficam atrás.

Tudo começou através de um sonho antigo da instituição que foi despertado depois de Madeline Stuart, com Trissomia 21 (Síndrome de Down), ter dado o primeiro passo no mundo da moda. Madeline foi uma jovem australiana que subiu aos palcos da semana da moda em Nova Iorque com 18 anos e tem vindo a dar que falar depois que se tornou modelo profissional.

A Obra Social e a loja já tinham elaborado outros projectos juntos, sendo que, numa edição anterior do desfile, o prémio (um carrinho de bebé) reverteu a favor da instituição.

Esta iniciativa será uma mais-valia tanto para os jovens em geral como também para estes jovens especiais, acreditam. O objectivo é derrubar barreiras sociais.

Estes quatro jovens da Obra Social e Cultural Sílvia Cardoso, tem algumas caraterísticas que os fazem especiais, principalmente pela sua força de vontade em querer ser sempre mais do que aquilo que os outros os deixam ser, salientam os responsáveis pela iniciativa.

Ana Patrícia tem deficiência mental ligeira; Diogo Brito é um menino com necessidades educativas especiais; Adriano tem Síndrome de Dubowitz, que provoca um atraso mental e de crescimento; e Diana é uma jovem com Trissomia 21.

Este sábado, pelas 21h00, na Quinta da Tapada, estes jovens vão ser mais um exemplo para todos aqueles que acreditam que, com esforço e determinação, todo os sonhos podem ser realidade.

Fonte: https://dikikids.com/online/2016/04/22/jovens-especiais-vao-ser-modelos-por-uma-noite/

Write a Reply or Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *